terça-feira, 30 de outubro de 2012

COMO UM BUMERANGUE CEGO




Preciso de uma bebida. Um gin sem tônica, só gelo. Duplo.
A menina não parece diferente dessas adolescentes que vejo por aí: inconstante, incoerente, inconsequente.
A adolescência é como uma virose. É só manter os sinais vitais sob controle que ela vai embora sozinha.
O que me espanta é encontrar o mesmo ódio que Rick sentia por Julio e que tanto ele tentou apagar do seu destino. Como um bumerangue cego as coisas voltam. Mas só aquelas que queremos mandar para bem longe. O eterno retorno. Nietzsche deve estar dando cambalhotas de regojizo na tumba.
Preciso de uma música. Deixo o ipod na função shuffle para essas horas. Uma música escolhida ao acaso dentre três mil tem que dizer alguma coisa. É o meu I Ching particular. Aperto o botão e começa a tocar Last Goodbye, do Jeff Buckley.

Esse é nosso último abraço
Só preciso sonhar pra ver o seu rosto
Por quê não conseguimos superar esse muro ?
Baby, talvez porque eu não te conhecesse.

O shuffle não mente jamais.
Tento calcular o efeito disso tudo sobre Rick. Ele pode não conhecer bem a filha mas ela o conhece bem demais.
Minha dúvida é se ela descobriu sozinha ou se ele se identificou.
Essa garota é mesmo uma figura. Fez um bocado de gênero. Por exemplo, duvido que seu gosto musical seja mesmo hardcore. Não combina com seu gosto para poesia. Mas se gostar, que importância isso tem? O Rick adorava Destruction e a Ruth venerava The Clash. Eu mesmo já não fui fã de carteirinha do Pink Floyd? O gosto das pessoas evolui.
E quanto a poesia, não é que a fedelha é boa? Comete uns excessos, nada que não se possa corrigir. O principal, que é ter forma e o conteúdo, ela tem. É tudo que eu peço diariamente aos deuses da poesia: idéias e ritmo. Quem sabe essa experiência não vai acabar dando a ela, matéria prima para um grande poema ?
Preciso de um pedaço de queijo. O que tem na geladeira ?
Só um Lancashire já meio passado. Serve.
Preciso de um a palavra. Cadê meu dicionário?

Impotência

sf
1.falta de poder, força ou meios para realizar algo; impossibilidade
Ex.: teve que reconhecer a i. de seu exército diante das forças inimigas
2. qualidade, estado ou condição de impotente
3. incapacidade física
3.1. incapacidade, esp. masculina, para a cópula; falta de potência sexual


Preciso de outro gin.


2 comentários:

  1. Chama a Gina.

    http://avidanumagoa.blogspot.com.br/2012/03/gina.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se in vino veritas, in gina desesperatio aut mors!

      Excluir